Contos- Chupando no banheiro da estação de trem


História de um virgem.

Sou discreto e ninguém sabe desse meu tesão por homens, e que tesão! Tem dias que me da aquela loucura pra achar o cara que vai tirar meu cabaço porque ainda sou virgem, nunca dei meu cuzinho.
E em um desses dias de tesão no máximo fui até o shopping Eldorado almoçar e na volta decidi voltar de trem, passei a catraca e claro decidi dar uma passada no banheiro. Ainda na escada vi que um cara entrou no banheiro, ele era moreno da minha altura, magro, bonito, barba pra fazer e cara de homem safado. Ele ficou no mictório e eu entrei na cabine.
Mijei, e depois abri a porta e ele estava la ainda. Saquei que ele tava afim de alguma coisa porque ninguém demora tanto pra mijar.
Olhei pra ele e ele olhou pra mim e fez um sinal pra eu ir la, nessa hora quase morri de tanta adrenalina que eu senti. Cheguei perto e vi que ele estava batendo uma (só estávamos nós dois no banheiro e o banheiro da estação Hebraica é bem favorável pra uma sacanagem). Olhei o pau dele e comecei a bater uma pra ele.
O pau dele foi crescendo e era lindo, tinha uns 18cm com muitas veias e uma cabeça bem rosada. Olhei pra ele e ainda com a mão no pau dele, o beijei. Foi um delicia que língua deliciosa tinha aquele putinho!
Ele olhou pra ver se ninguém entrava no banheiro e nessa eu abaixei e comecei a chupar ele. O pau dele estava muito cheiroso e ja estava molhadinho chupei, lambi, me realizei com toda aquela rola deliciosa, aquela cabeça! Aaai que delicia. Me levantei com medo de alguém entrar e continuei a bater uma pra ele.
Nessa ele enfiou a mão pela minha calça e começou a enfiar o dedo no meu cuzinho, foi muito gostoso mas do nada começou a me dar muito medo de alguém entrar e nos pegar ali. Foi então que decidi dar um último beijo e sem trocar nenhuma palavra com ele fui embora. Com o gosto e com o cheiro dele em mim ainda!!
Até hoje entro nos banheiros, procuro homens que me encochem nos trens, mas ainda não encontrei aquele que me pegasse de jeito e fosse meu macho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *